Close

Monte o time ideal de Employer Branding da sua empresa

time employer branding

Estruturar um time de Employer Branding, dedicado a cuidar apenas da marca empregadora de uma empresa, é uma tarefa um tanto quanto complicada. Não só por questões financeiras ou falta de profissionais dentro da organização com habilidades adequadas para isso, mas, também, por falta de clareza sobre o que, de fato, é preciso para cuidar desse objetivo.

 

Segundo a Universum em seu relatório 2020 Outlook: The Future of Employer Branding, de 2.000 executivos seniores questionados sobre qual setor deveria se responsabilizar por olhar para a marca empregadora, 60% deles intitularam como responsabilidade dos CEOs cuidar dessas atividades.

Esses dados se tornam ainda mais confusos quando comparados ao restante dos entrevistados que atribuíram essa função a diversas áreas diferentes, indo desde Conselho de Administração, RH e chegando, por fim, em Marketing.

Por ser algo que ainda causa muitas dúvidas, o impacto positivo da marca empregadora pode ser comprometido.


Isso porque a falta de alinhamento e clareza para ter direcionamentos nas ações da empresa podem ocasionar em cenários prejudiciais aos resultados da marca.


A verdade é que ter um time voltado apenas para profissionais que sejam especialistas em Employer Branding é uma realidade um pouco distante no mercado de trabalho atual, mas é possível construir isso dentro da sua empresa.



Vamos entender como fazer isso? Confira os tópicos abaixo:


1) O que você quer atingir com sua marca empregadora?

Essa é uma pergunta válida a ser feita. Ter uma percepção clara da sua marca empregadora, os objetivos que você possui com ela e quem você quer alcançar, fará com que todos os próximos passos sejam muito mais nítidos.

No percurso para esclarecer os pontos principais dentro da sua marca empregadora, também será preciso estar atento ao desenvolvimento dos valores e da missão que você quer comunicar para o seus públicos de interesse para que cada um desses fatores sejam compartilhados de maneira clara e coesa.

 

2) Identifique setores internos que possam contribuir

Algumas funções-chave podem ser valiosas para ajudar a estruturar ações bem elaboradas.

Nesse ponto, você poderá contar com os mais variados tipos de profissionais, como: Líderes Sênior, RH e/ou Recrutadores e Marketing.

Cada profissional que esteja inserido nesses setores poderão auxiliar na jornada de colocar em prática ações relevantes para sua marca empregadora.

Avalie quais ações poderão ser beneficiadas com a ajuda deles!

3) Entenda todas as ações que já acontecem na sua empresa

Antes de desenvolver um time que seja focado em lidar apenas com Employer Branding, provavelmente você já delegou funções diversas, para diversos colaboradores de setores diferentes, para que eles pudessem ajudar a contribuir com os resultados da sua marca empregadora.

Nesse momento, é importante monitorar todas essas ações anteriores para entender quais delas afetaram positivamente seus resultados e precisam ser priorizadas nessa nova equipe de Employer Branding e quais são menos importantes e impactantes.

4) Defina EVPs para seus colaboradores e candidatos

 

Esse será o momento onde sua empresa irá apresentar para seu squad quais serão os próximos passos dali para frente, compartilhando com eles as iniciativas que serão feitas e demonstrando o valor e a importância delas para os resultados da sua empresa enquanto marca empregadora.

Dentro disso, surgirão as EVPs (ou Employee Value Proposition), que precisam estar completamente alinhadas com a cultura organizacional e com as expectativas dos seus colaboradores.

Isso será crucial para construir ações para atrair novos talentos e cultivar os funcionários que você já possui, afinal, não existem embaixadores mais valiosos do que os próprios colaboradores.

5) Entre em ação!

 

Com toda a estrutura definida, esse é o momento de botar em ação todas as estratégias e iniciativas que foram pensadas ao longo do seu planejamento em equipe.

Esse será o ápice da criação de conteúdos, divulgação de histórias dos seus funcionários, de ações relevantes que serão feitas pela sua empresa, de reforçar suas crenças e valores e, claro, atrair novos talentos e impulsionar a imagem da sua empresa.

 

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Últimos posts

top talents
talent acquisition

Os erros mais comuns ao abordar top talents de mercado

Se você é recrutador, provavelmente já teve que trabalhar perfis de vagas mais disputados no mercado, os famosos top talents, como desenvolvedores de software, analista